FECHAR
FECHAR
Voltar

Jogo Rápido

Revista Grandes Construções Edição 47 - 04/2014

Túnel Santos – cinco consórcios estão na disputa

Cinco consórcios, formados por 11 companhias brasileiras e sete estrangeiras estão no páreo da licitação internacional para a execução do Submerso Santos/Guarujá. As obras, licitadas em lote único, estão orçadas em R$ 1,8 bilhão.

O processo de pré-qualificação foi iniciado, após o Tribunal de Contas do Estado de São Paulo indeferir, em 10 de março, um pedido de suspensão. No dia 13 de março, as empresas entregaram a documentação e propostas de metodologia. Nesta etapa, os consórcios interessados precisam comprovar competência técnica e saúde financeira para conduzir as obras. O projeto contará com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e a licitação é conduzida segundo as regras da instituição financeira. Esse é o maior contrato da história da Dersa e o maior contrato de obra pública viária do Estado na Baixada Santista.

Os consórcios que apresentaram documentação são:

Consórcio Túnel Santos/Guarujá - Construtora Norberto Odebrecht (líder); Construtora Queiroz Galvão; Construtora OAS; Strukton Civiel Projecten;

Consórcio Construtor Túnel Santos/Guarujá - Construções e Comércio Camargo Corrêa (líder); Construtora Ferrovial Agroman; Carioca Christiani-Nielsen Engenharia; Subempreiteiras - Boskalis International; Dragamex ;

Consórcio Túnel Submerso - Construtora Andrade Gutierrez (líder);  C.R. Almeida Engenharia de Obras; Daewoo Engineering & Construction;   Obrascón Huarte Lain;

Consórcio travessia submersa - Constran Construções e Comércio (líder):   Mendes Júnior Tranding e Engenharia;  Salini Impregilo SPA; Grandi Lavori Fincosit; Subempreiteira:  Mammoet Maritime;

Consórcio Construcap – FCC - Encalso (Túnel Santos/Guarujá) - Construcap CCPS; Engenharia e Comércio (líder)  FCC Construccion; Encalso Construções;

O orçamento total do Submerso é de R$ 2,4 bilhões, sendo R$ 962 milhões para as obras do túnel; R$ 506 milhões para as obras viárias em Santos; R$ 532 milhões no viário do Guarujá; R$ 362 milhões para desapropriações e reassentamentos;

R$ 78 milhões para projetos; e R$ 15 milhões para compensações ambientais.

O túnel terá 762 metros de extensão, 950 metros de rampas e cerca de 4,5 km de obras viárias em superfície e em viadutos. O túnel será composto por seis módulos de concreto pré-moldado, construídos em uma doca seca localizada no Guarujá. Após finalizados, serão rebocados flutuando até o local onde serão submersos. Após a imersão, cada elemento é encaixado e fixado aos anteriores, formando o túnel. O projeto, que vem sendo conduzido por um consórcio 100% nacional, conta também com consultoria da empresa holandesa Royal HaskoningDHV.

 

 

10/04/2014
10/04/2014

Petróleo, Gás e Combustíveis

Potencial aumenta volume de contratos no setor