FECHAR
Voltar

Jogo Rápido

Revista Grandes Construções Edição 15 - 06/2011

Terminal Salineiro de Areia Branca

A Companhia Docas do Rio Grande do Norte (Codern) está investindo R$ 200 milhões na ampliação do Terminal Salineiro de Areia Branca, considerado o maior empreendimento em execução naquele estado, responsável por 95% de todo o sal produzido no Brasil. Os recursos são provenientes do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) com prazo de entrega marcado para setembro de 2011. O Consórcio é formado pelas empresas Constremac Construções, líder do consórcio, Carioca Christiani-Nielsen Engenharia S.A. e Queiroz Galvão S.A., responsáveis pelas obras de adequação do Terminal Salineiro.

Na edição número 14 da revista Grandes Construções, a reportagem sobre o Terminal Salineiro (Linha do Sal) informou erroneamente que o custo do projeto é de R$ 40 milhões. Na verdade o valor se refere a outro projeto em execução pela Constremac, o Terminal Pesqueiro de Natal, que deverá ser concluído em novembro de 2011. No Terminal Pesqueiro serão implantadas edificações como cais, câmaras frigoríficas, armazéns de estocagem, prédio de administração, estacionamento e um viaduto ligando o cais à Pedra do Rosário – a matéria anterior informou que essas instalações fariam parte do Terminal Salineiro.

A ampliação do Terminal Salineiro de Areia Branca tem o objetivo de aumentar a capacidade de estocagem de sal a granel, a céu aberto, com a ampliação da plataforma da Ilha Artificial em aproximadamente 7.500 m²; extensão do cais de atracação de barcaças (com o respectivo deck) em cerca de 94 m e implantação de um novo descarregador de barcaças (DB4) sobre a via de rolamento, com uma capacidade de 500 t/h, entre outras intervenções. Para redimensionar a capacidade dos berços de atracação, foram construídos dois novos dolfins de recebimento para 70.000 TPB no Porto Ilha.

09/06/2011
09/06/2011