Voltar

Jogo Rápido

Revista Grandes Construções Edição 42 - 10/2013

Sabesp testa asfalto verde

A Companhia de Saneamento Básico de São Paulo (Sabesp) está testando uma nova solução asfáltica, criada pela empresa catarinense SolPav Pavimentações, que utiliza asfalto fresado e tecnologia de infravermelho, o que permite a recuperação da via, com rapidez e qualidade.

Os testes estão sendo realizados em Itapetininga, no interior paulista. Logo após a recuperação de um trecho de pavimento, a equipe de Infraestrutura da Sabesp constatou e aprovou a eficiência da tecnologia da SolPav, pois mesmo com o temporal que caiu, logo depois do teste, não foram constatadas infiltrações na via, um problema antigo que afetava a cidade.

A tecnologia de reparo infravermelho é inédita no Brasil, mas já vem sendo empregada com sucesso nos Estados Unidos e na Alemanha há mais de 40 anos. Ao contrário do método convencional, que requer a remoção de asfalto antigo de um local e sua substituição por asfalto novo, a nova tecnologia de infravermelho acelera a reparação por aquecimento, fusão e compactação de asfalto fresado, otimizando a utilização de equipamentos, mão de obra e material. A máquina  desenvolvida pela SolPav restaura o local em no máximo 10 minutos, sem causar poluição sonora ou danos ao meio ambiente.

O novo sistema sela trincas e tapa buracos sem deixar desnivelamentos na pista. O calor gerado pelo infravermelho penetra de forma rápida e profunda no asfalto, fazendo com que ele mude seu estado sólido para maleável. O processo de aquecimento atinge a uma temperatura de até 170 graus. Após alcançar a consistência ideal, é adicionada a emulsão asfáltica necessária para que o local se recupere, através da perfeita fusão, sem fissuras, costuras ou defeitos entre o novo e o antigo pavimento.