Voltar

Jogo Rápido

Revista Grandes Construções Edição 16 - 07/2011

LLX obtém licença para parque de tancagem de petróleo

A LLX, empresa de logística do Grupo EBX, do empresário Eike Batista, recebeu da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) a autorização para construir uma unidade de tancagem e tratamento de petróleo (UTP) no Superporto do Açu, com capacidade de armazenamento de 14 milhões de barris e de processamento de 1,2 milhões de barris por dia.

A UTP, que já possui a Licença de Instalação do INEA (Instituto Estadual do Ambiente do Rio de Janeiro) desde setembro de 2010 e conta com 28 tanques de armazenamento, será uma das maiores bases logísticas dedicadas ao petróleo do Brasil.

A Unidade do Superporto do Açu terá capacidade para tratamento de 1,2 milhão de barris por dia (capacidade estática de 13,5 milhões de barris) e áreas para estocagem, processamento e movimentação de petróleo cru.

O Superporto, além de viabilizar o transporte do petróleo nos maiores navios em operação (VLCC e Chinamax) com fretes menores, poderá atender ao crescimento significativo da movimentação de petróleo no Brasil, especialmente nas bacias do pré-sal.

No local serão realizadas atividades de desaguamento, dessalgamento e blendagem do petróleo, o que melhora a qualidade e agrega valor ao petróleo exportado.

O petróleo será transportado das plataformas até o TX1 no Superporto do Açu por navios FPSOs, próprios para este produto. Entre o local para atracação dos navios e a unidade, o petróleo será movimentado por dutovia. Todas as operações para tratamento do produto serão realizadas em terra, com o uso de modernas tecnologias para construção, operação e combate a emergência.

14/07/2011
14/07/2011

Máquinas e Equipamentos

Novo semipesado Scania

14/07/2011
14/07/2011
14/07/2011