Voltar

Jogo Rápido

Revista Grandes Construções Edição 61 - 07/2015

Estudos da Ferrovia do Frango ganham corpo

Uma das obras mais aguardadas do estado, o chamado Corredor Ferroviário de Santa Catarina, dá seus primeiros passos para finalmente sair do papel. Em outubro do ano passado, um contrato foi assinado pelo consórcio liderado pela Prosul – Projetos, Supervisão e Planejamento Ltda – empresa especializada na prestação de serviços de engenharia consultiva – com a Valec, para iniciar a elaboração dos estudos de viabilidade técnica, do vôo e restituição aerofotogramétrica e do Projeto Básico. Depois de pronta, a ferrovia deverá estimular, entre outros investimentos, o agronegócio catarinense, ligando a cidade de Dionísio Cerqueira, no extremo oeste catarinense, aos portos de Itajaí, passando por Blumenau, Rio do Sul, Curitibanos, Joaçaba, Herval do Oeste, Chapecó e São Miguel do Oeste.

A obra, também conhecida como Ferrovia do Frango, deve baixar os custos do transporte de carga. Futuramente, a ferrovia poderá ser prolongada por aproximadamente 300 km até a região das pousadas na Argentina, integrando a malha ferroviária com o país vizinho e proporcionando incrementos à economia da região.

O projeto foi orçado em R$ 46,5 milhões e prevê que a extensão da ferrovia seja de aproximadamente 862 km. Com o prazo de 25 meses para ser apresentado, até agora, pouco mais de 25% dos estudos já foram concluídos.