Voltar

Jogo Rápido

Revista Grandes Construções Edição 60 - 06/2015

Brasil sem medo da energia nuclear

O Brasil continuará investindo em energia nuclear e deve chegar em 2050 com um total de 15 usinas do tipo produzindo eletricidade no país. A afirmação é do ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, que admite que estão sendo estudados 21 pontos para instalação de novas usinas. O governo avalia quais deles devem receber as quatro novas usinas nucleares que deverão ser construídas até 2030, chegando a um total de sete no país. Ainda de acordo com Eduardo Braga, o plano do governo prevê que outras 8 usinas sejam erguidas entre 2030 e 2050, levando o país às 15 unidades necessárias.

Atualmente, o Brasil tem duas usinas nucleares em operação, Angra 1 e 2, no Rio de Janeiro, que juntas têm potência de 1.990 MW (megawatts) e produzem cerca de 3% da energia consumida no país.

De acordo com Braga, os recursos para a conclusão de Angra 3 estão garantidos, de forma a permitir que o complexo entre em operação até 2018. A usina terá potência de 1.405 MW.

O investimento em energia nuclear voltou a ser fortemente questionado a partir de março de 2011, quando um terremoto seguido de tsunami danificou a usina de Fukushima, no Japão, provocando a liberação de radiação. Para justificar a decisão do governo Brasileiro de manter investimentos na área, Braga alegou que outros países não desativaram usinas nucleares após o desastre de Fukushima.

 

 

02/06/2015